Intercâmbio


INTERCÂMBIOS NACIONAIS

O Laboratório de Epidemiologia Genética da FIOCRUZ-RO tem colaboração com o Laboratório de Pesquisas em Leishmaniose do IOC-FIOCRUZ-RJ, junto aos pesquisadores Elisa Cupolillo e Renato Porrozzi de Almeida, que são Professores do Programa de Pós-graduação em Biologia Celular e Molecular do Instituto Oswaldo Cruz (PGBCM/IOC/FIOCRUZ-RJ) com conceito 7 na CAPES,

O Laboratório de Bioecologia de Insetos da UNIR tem colaborações para o estudo de substâncias com potencial inseticida contra mosquitos de importância médica com a pesquisadora Simone Gnoatto da Faculdade de Farmácia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul e, também, mantém colaborações na temática de ecologia química de mosquitos vetores com o pesquisador Álvaro Eiras do Departamento de Parasitologia da Universidade Federal de Minas Gerais. 

O Laboratório de Biotecnologia Aplicada à Saúde colabora com pesquisadores de diversos partes do país: Flávia Raquel Fernandes do Nascimento e Rosane Nassar Guerra (UFMA); Pietro Ciancaglini e Fernando Batista da Costa (FCFRP-USP/RP); Anselmo Fortunato Ruiz e Fernando Escócio Drumond UFAC); Andreimar Martins Soares, Leonardo de Azevedo Calderon e Rodrigo Guerino Stábeli (CEBio FIOCRUZ-RO) e Ana Cláudia Amaral (Farmanguinhos FIOCRUZ-RJ).

O Centro de Estudos de Biomoléculas Aplicadas à Saúde (CEBio) é um dos laboratórios com grande número de colaboradores nacionais de diversas instituições: Fiocruz Rondônia e UNIR (Juliana P. Zuliani, Carla F. C. Fernandes, Soraya S. Pereira, Carolina Bioni, Najla B. Matos, Fernando B. Zanchi; Roberto Nicolete, Patrícia Soares, Alexandre Almeida e Silva, Valdir Facundo); USP (Pietro Cincaglini, Rosângela Itri e Auro Nomizo); UNESP (Mario Sérgio Palma, Marcos Roberto M. Fontes, Márcia Gallacci, Lucilene D. Santos, Benedito Barraviera, Rui Seabra); IBU (Daniel Pimenta e Catarina Teixeira); UFAM (Spartaco Astolfi e Maria Cristina Santos); UFOPA (Rosa H. V. Mourão); UCDB-MS (Octávio L. Franco); EMBRAPA (Carlos Bloch Júnior, Luciana Gatto Brito, Fábio Barbieri, Cléberson de Freitas Fernandes); UFRGS (Jenifer Saffi); UFRJ (Rosane Silva); UFF-Niterói-RJ (André L. Fuly e Izabel C. N. P. Paixão); FIOCRUZ-RJ (Antoniana Krettli); UFV-MG (Silvana Marcussi) e UFPB (Daniela P. Marchi Salvador e Clayton Oliveira).

O Laboratório de Microbiologia da Fiocruz-RO tem colaborações com pesquisadores da UNIFESP - Tania A. Tardelli Gomes do Amaral e Sueli Sampaio; da FIOCRUZ-AM - Patricia Orlandi e, do Instituto Evandro Chagas do Pará - Ivone Gabbay Mendes.

O Laboratório de Imunologia Aplicada à Saúde possui colaboração com a Dra. Consuelo Fortes-Dias da FUNED; com a Dra. Karla Luna da UEPB; com a Dra. Catarina Teixeira do Instituto Butantan, dr. Fábio Kwasniewski da UEL; Dr. Andreimar Soares, Dr. Leonardo Calderon e Dr. Rodrigo Stabeli do CEBio FIOCRUZ-RO.

 

Dentre as parcerias nacionais, podemos destacar, intercâmbios de alunos e docentes por convênios ou acordos firmados entre instituições, cooperação acadêmica com outras instituições de ensino superior, participação de docentes em outros programas de pós-graduação e articulações com secretarias municipais e estaduais de educação para a cooperação acadêmica nacional. A saber:

 

1. Convênios e intercâmbios nacionais:

 

Programa Nacional de Cooperação Acadêmica na Amazônia PROCAD (vigencia 2018/2021), objetiva a construção de uma rede entre os programas de pós-graduação da Universidade Federal do Acre conceito três (3) e o programa de pós-graduação da Universidade Federal de Uberlândia conceito cinco (5) junto ao programa de Pós-Graduação em Biologia Experimental (PGBIOEXP). No referido edital aprovado, almejamos o intercâmbio entre os docentes e discentes dos programas envolvidos, bem como a implementação de 6 bolsas para o exterior, sendo três para doutorado sanduiche e três para professores visitantes, iniciando-se em julho de 2019 com previsão de término para junho 2021. Os países escolhidos por nossos discentes e pesquisadores foram Alemanha, África do Sul e Espanha.

 

2. Cooperação acadêmica com outras instituições de ensino superior:

 

O mestrando e doutorando pode cursar disciplinas na condição de estudante especial nas instituições com as quais o PGBIOEXP mantêm colaboração, como a Fundação Oswaldo Cruz – Manaus/Amazônia e Laboratório de Biologia Computacional e de Bioinformática da UFABC. Deste modo, após as disciplinas serem cursadas com aprovação, é concedido o aproveitamento de estudos, desde que dentro do limite máximo de 30% do total de créditos do curso. Podem participar do intercâmbio, alunos matriculados junto ao programa. Alguns discentes já cursaram e estão cursando disciplinas nos Programas de Pós-graduação da USP. 

 

3. Participação dos docentes em projetos e outros programas de pós-graduação de outras IES:

 

a. O Laboratório de Epidemiologia Genética da FIOCRUZ-RO vem trabalhando intensamente em colaboração com o Laboratório de Pesquisas em Leishmaniose do IOC-FIOCRUZ-RJ, junto aos pesquisadores Elisa Cupolillo e Renato Porrozzi de Almeida, que são Professores do Programa de Pós-graduação em Biologia Celular e Molecular do Instituto Oswaldo Cruz (PGBCM/IOC/FIOCRUZ-RJ) com conceito sete (7) na CAPES, permitindo a realização de treinamento pelos alunos do PPGBIOEXP, contribuindo para o avanço no estudo da leishmaniose no PGBIOEXP e para o estabelecimento de novas linhagens de cultura de Leishmania que estão sendo depositadas na Coleção de Leishmania do Instituto Oswaldo Cruz, CLIOC.

 

b. O Laboratório de Bioecologia de Insetos da UNIR tem mantido colaborações para o estudo de substâncias com potencial inseticida contra mosquitos de importância médica com a pesquisadora Simone Gnoatto da Faculdade de Farmácia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. O LABEIN e o Laboratório de Entomologia Médica da FIOCRUZ-RO projeto associado aprovado junto a Rede Bionorte e contam com parcerias junto a pesquisadores do INPA, UFC e UFRR no projeto intitulado Biodiversidade de Insecta na Amazônia – rede BIA, cujo objetivo é estudar a fauna de insetos em geral, e, mais especificamente, de insetos de interesse médico junto aos laboratórios mencionados.

 

c. O Laboratório de Biotecnologia Aplicada à Saúde colabora com pesquisadores de diversos partes do país: Flávia Raquel Fernandes do Nascimento e Rosane Nassar Guerra (UFMA); Pietro Ciancaglini e Fernando Batista da Costa (FCFRP-USP/RP); Anselmo Fortunato Ruiz e Fernando Escócio Drumond UFAC); Andreimar Martins Soares, Leonardo de Azevedo Calderon e Rodrigo Guerino Stábeli (CEBio FIOCRUZ-RO) e Ana Cláudia Amaral (Farmanguinhos FIOCRUZ-RJ).

 

d. O Centro de Estudos de Biomoléculas Aplicadas à Saúde (CEBio) é um dos laboratórios com grande número de colaboradores nacionais de diversas instituições: Fiocruz Rondônia e UNIR (Juliana P. Zuliani, Carla F. C. Fernandes, Soraya S. Pereira, Carolina Bioni, Najla B. Matos, Fernando B. Zanchi; Roberto Nicolete, Patrícia Soares, Alexandre Almeida e Silva, Valdir Facundo); USP (Pietro Cincaglini, Rosângela Itri e Auro Nomizo); UNESP (Mario Sérgio Palma, Marcos Roberto M. Fontes, Márcia Gallacci, Lucilene D. Santos, Benedito Barraviera, Rui Seabra); IBU (Daniel Pimenta e Catarina Teixeira); UFAM (Spartaco Astolfi e Maria Cristina Santos); UFOPA (Rosa H. V. Mourão); UCDB-MS (Octávio L. Franco); EMBRAPA (Carlos Bloch Júnior, Luciana Gatto Brito, Fábio Barbieri, Cléberson de Freitas Fernandes); UFRGS (Jenifer Saffi); UFRJ (Rosane Silva); UFF-Niterói-RJ (André L. Fuly e Izabel C. N. P. Paixão); FIOCRUZ-RJ (Antoniana Krettli); UFV-MG (Silvana Marcussi); UFPB (Daniela P. Marchi Salvador e Clayton Oliveira) entre vários outros.

 

e. Laboratório de Microbiologia e Parasitologia da Universidade Federal de Rondônia apresenta colaboração com o Dr. Octavio Franco da Universidade Católica de Campo Grande – MS e com o Dr. Dionatas Ulises de Oliveira Meneguetti da Universidade Federal do Acre – UFAC.

 

f. O Laboratório de Microbiologia da Fiocruz-RO tem colaborações com pesquisadores do Instituto Evandro Chagas do Pará - Ivone Gabbay Mendes e Dra. Joana D’arc Mascarenhas que tem auxiliado e recebido alunos do PGBIOEXP nos estudos dos vírus entéricos. Fundação Oswaldo Cruz Amazonas com colaboração com a Dra. Patricia Puccinelli Orlandi, Laboratório de Microbiologia da Fiocruz-AM, atuando em parceria na temática do mecanismo de patogenia e imunorregulação nas infecções microbianas; Departamento de Microbiologia do Laboratório Central de Referência de Porto Velho para o estudo das Microbactérias não tuberculosas com colaboração com a Dra. Cleoni Alves Mendes de Limae Universidade Federal do Triângulo Mineiro – UFTM – Uberaba/MG.

 

g. O Laboratório de Imunologia Aplicada à Saúde possui colaboração com a Dra. Consuelo Fortes-Dias da FUNED; com a Dra. Karla Luna da UEPB; com a Dra. Catarina Teixeira do Instituto Butantan, Dr. Fábio Kwasniewski da UEL; Dr. Andreimar Soares, Dr. Leonardo Calderon, Dr. Rodrigo Stabeli do CEBio FIOCRUZ-RO e Dr. Gustavo B. Menezes da UFMG. Além disso, a Dr.ª Stella Zamuner da UniNove e Dr. Weverson L. Pires da UNIR co-orientam alunos de mestrado no PPG-BIOEXP. E, Dr.ª Patrícia Bozza do IOC-Fiocruz e o Dr. Jose M. Gutierrez da Instituto Clodomiro Picado (Costa Rica). Em 2018, dois alunos de doutorado deste laboratório foram selecionados no edital de Mobilidade Acadêmica da FIOCRUZ e fizeram estágio no lab. de Imunofarmacologia do IOC – FIOCRUZ sob a supervisão da Dra. Patrícia Bozza - FIOCRUZ. E outro aluno, selecionado no 2º edital de Mobilidade Acadêmica da FIOCRUZ e fez estágio no lab. Grupo Integrado de Pesquisas em Biomarcadores sob a supervisão do Dr. Olindo Assis Martins Filho - FIOCRUZ-MG.

 

h. O Laboratório de Engenharia de Anticorpos conta com a parceria de pesquisadores locais, a saber, Dra Deusilene Sousa Vieira, do Laboratório de Virologia Molecular da Fiocruz Rondônia, Dra. Juliana Pavan Zuliani, do Laboratório de Imunologia Aplicada à Saúde, Fiocruz Rondônia, o Dr Fernando Berton Zanchi, Dr. Andreimar Soares, Dr. Leonardo Calderon do Centro de Estudos de Biomoléculas Aplicadas à Saúde (CEBio), Fiocruz/Unir, Dra Maribel Elizabeth Funes Huacca do Laboratório Cental Analítica do Departamento de Química da Universidade Federal de Rondônia, Unir, Dr. Marcos Barros Luiz, do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia (IFRO). No cenário nacional conta com a colaboração da Dra. Carla Freire Celedonio Fernandes, Dr.Gilvan Pessoa Furtado da Fundação Oswaldo Cruz Ceará, do Dr. Luis André Morais Mariuba do Instituto Leônidas e Maria Deane (Fiocruz-ILMD/AM), Dr Rodrigo Guerino Stabeli da Plataforma de Medicina Translacional, Fiocruz Ribeirão Preto, São Paulo, do Dr. Nilson Zanchin, do Instituto Carlos Chagas (ICC/ Fiocruz Paraná). Em 2019, a partir do consórcio dos Programas de Pós-graduação Stricto sensu do IOC em parceria com a Fiocruz Rondônia, foi possível estabelecer orientação associada a Dra Leila Mendonça Lima do Programa de Pós-graduação de Biologia Celular e Molecular IOC, onde foi possível a absorção de alunos egressos do PGBIOEXP.

 

Destacamos ainda, que foram realizadas a continuidade das parcerias nacionais, além de novos pesquisadores credenciados, que contribuíram de forma significativa neste processo, a saber:

 

Dr. Dhélio Batista Pereira, parceria com a Fiocruz em Belho Horizonte - Rene Rachou: 

Laboratório Biologia molecular e imunologia da malária; b) Imunopatologia; c) Malária experimental e humana / Instituto de Biologia Molecular do Paraná - IBMP: diagnóstico de doença tropicais negligenciadas. Apresentando as seguintes vantagens: Trocas de experiência entre pesquisadores de diferentes cenários, transferência de tecnologia, oportunidade de acompanhar diversas fases da pesquisa, desde a pesquisa celular, molecular, diagnóstico, vacina e tratamento. Facilitado assim, o acesso a tecnologias e equipamentos, para desenvolvimento dos trabalhos dos alunos.

 

Dr. Fernando Berton Zanchi, parceria com a UFCSPA - Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre:

Cooperação com Dr. Rafael Caceres em desenvolvimento de novos métodos de modelagem, docking e dinâmica molecular aplicada ao desenvolvimento de novosfármacos contra doenças tropicais negligenciadas ou não. Apresentando a seguinte vantagem: Manutenção de linhas de pesquisa não tradicional na região Norte

 

Dr. Jansen Fernandes Medeiros Parceria, parceria com Instituto Leônidas e Maria Deane (FIOCRUZ AMAZÔNIA – Instituto Leônidas e Maria Deane)

Parceria com o pesquisador Dr. Felipe Arley Costa Pessoa coorientador do Luis Paulo Costa que desenvolve a tese de titulo "Existem alterações na riqueza e composição de espécies de Culicoides (Diptera: Ceratopogonidae) entre áreas impactadas e áreas de reserva florestal?" integração de projeto entre as duas instituições, onde aluno tem oportunidade de fazer intercâmbio entre as instituições para identificação e confirmação taxonônica de Culicoides. Esse trabalho está dentro da linha de pesquisa "Entomologia Médica" no qual sou líder do grupo de pesquisas "Vetores e Patógenos em Endemias Amazônicas". Parceria com Embrapa Gado de Corte, Campo Grande, MS, com o pesquisador Marcos Valério Garcia co-orientador da Ivaneide Nune da Costa (Mestranda) que desenvolve a dissertação de titulo "Caracterização da ixodofauna e investigação de agentes patogênicos em carrapatos de vida livre e parasitária em cães de ambientes urbano e periurbano, no município de Porto Velho, RO". Intercambio no estudo de Biologia e agentes patogênicos transmitidos por carrapatos. Essa parceria tem sido extremamente relevante para o aluno e orientador em estudos de carrapatos na região, devido à escassez de trabalho nessa linha de pesquisa, destacamos que além da formação de recursos humanos, alguns artigos já foram publicados em 2018. Esse trabalho está dentro da linha de pesquisa "Vigilância epidemiológica". Parceria com o Professor Ricardo de Godoi M Ferreira que é co-orientador da Doutoranda Aliny Pontes Almeida e com Gabriel Ferreira Co-orientador do doutorando Antônio Marques Pereira Junior. O Dr. Jansen Fernandes Medeiros também mantém colaborações com pesquisadores de outras instituições em estudos relacionados a filarioses: do Instituto Leônidas e Marias Deane (FIOCRUZ AMAZÔNIA); Dr. Sérgio Luis Bessa Luz e Lee Crainey; da Universidade de São Paulo, Dr. Luiz Marcelo Aranha Camargo; da Universidade Federal de São João Del Rei, Divinópolis-MG; Dr, Gilberto Fontes e do Centro de Medicina Tropical de Rondônia, Dr. Sergio Basano.

 

4. Articulações com secretarias municipais e estaduais de educação para a cooperação acadêmica nacional

 

Dr. Gabriel Eduardo Melim Ferreira, como coordenador, realizou o seguinte projeto:

a) GenomicDay 2019 – Fiocruz-RO/PGBIOEXP, foi realizado no colégio Instituto de Educação Estadual Carmela Dutra, junto aos alunos do 3º ano de escola pública alcançando mais de 160 estudantes, e tendo como objetivo a divulgação científica na área de genômica e a disseminação de noções básicas sobre a Genômica e suas diferentes aplicações em saúde entre os jovens do ensino médio da rede pública do estado de Rondônia.

 

Dr.ª Deusilene Souza Vieira Dallacqua, como coordenadora, Dr.ª Najla Benevides Matos, Dr. Jansen Fernandes de Medeiros e Dr.ª Genimar Rebouças Julião desenvolvem o seguinte projeto:

a) Vigilantes da Saúde e do Meio-Ambiente (Construindo e Divulgando Conhecimento Científico nas Escolas da Amazônia Ocidentalo): Ciência móvel é um evento desenvolvido para levar o Vigilantes da Saúde e do Meio-Ambiente, construindo e divulgando conhecimento científico nas escolas em diversos locais. Utilizando um ônibus, o projeto teve como objetivo de difundir o conhecimento científico em escolas do estado de Rondônia, através da promoção de ações relacionadas à saúde coletiva e meio ambiente, promovendo o desenvolvimento econômico e sustentável da região. Com o propósito de ser realizada em escolas públicas do estado de Rondônia, a ação promoveu o pensamento crítico-científico entre alunos da educação básica e propiciou um olhar diferenciado para o entendimento de determinadas temáticas do cotidiano.

 

Dr. Jansen Fernandes de Medeiros como coordenador, Dr.ª Deusilene Souza Vieira Dallacqua, Dr.ª Najla Benevides Matos e Dr.ª Genimar Rebouças Julião desenvolvem o seguinte projeto:

a) Ciência na Rua - Espaço Alternativo e Shopping: A Amazônia Ocidental é uma região aonde as ações relacionadas ao desenvolvimento sustentável são essenciais. Assim, nos últimos anos várias ações foram realizadas pela FIOCRUZ-RO em colaboração com o Programa de Pós-Graduação em Biologia Experimental (PGBIOEXP), bem como outras Instituições, visando promover o desenvolvimento sustentável da Amazônia. Vale ressaltar que esta proposta promovida no Espaço Alternativo, em Porto Velho, no dia 26 de outubro de 2019 e no Porto Velho Shopping nos dias 15 e 16 de novembro de 2019 alcançaram mais de 3.500 pessoas direta ou indiretamente, resultando em mudanças sociais que são fundamentais para inserção e progresso da ciência que funciona como agente transformador para o desenvolvimento sustentável de uma sociedade. Dentro deste escopo a proposta visa aumentar a interação existente entre a FIOCRUZ-RO/PGBIOEXP e outras Instituições envolvidas com a sociedade, possibilitando o acesso à ciência e tecnologia a todos, favorecendo dessa forma, o desenvolvimento sustentável para região e a redução das desigualdades sociais. Projetos com essas características envolvendo a sociedade Rondoniense promoveu a divulgação do conhecimento científico e contribui para o acesso à informação, proporcionando novas descobertas e estimulando um despertar para ciência, principalmente em áreas como a Amazônia Ocidental.

 

 

INTERCÂMBIOS INTERNACIONAIS

Desde 2015, o Laboratório de Entomologia da FIOCRUZ-RO colabora no projeto "Genetic profiling of a malaria parasite mosquito vector in scenario of malaria elimination in the Brazilian Amazon", coordenado pelo pesquisador Dr. Luiz Shozo Osaki (Pesquisador Visitante Especial), da Virginia Commonwealth University (USA). O objetivo do estudo é comparar o perfil genômico de populações de Anopheles darlingi antes e após a intervenção TIPS (Vila Amazonas, Rondônia - onde houve eliminação da malária através do Tratamento Intermitente Preventivo e Seletivo), por meio de RAD-seq, visando o estudo da frequência alélica de genes associados à refratariedade e susceptibilidade do inseto ao parasita da malária.

O Laboratório de Epidemiologia Genética da FIOCRUZ-RO, por meio de sua parceria com o Laboratório de Pesquisas em Leishmaniose (LPL) do Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz) participa de projeto de parceria internacional financiado pelo Fundo Newton/FAPERJ intitulado: "Leishmaniasis in the Brazilian Amazon: the role of accessory microbiota in disease progression, pathobiology and immunity". O professor Martin Llewellyn, da Universidade de Glasgow (Life Sciences Animal Biology/Institute of Biodiversity Animal Health and Comparative Medicine) é o pesquisador estrangeiro responsável pela parceria com o objetivo de estudar, em uma abordagem multidisciplinar, a diversidade microbiana associada a lesão causada pela Leishmania e a resposta imune do hospedeiro, com o intuito de revelar os fatores relacionados a gravidade e progressão da Leishmaniose cutânea.